Quem Somos?

O Projeto

A Rural Home Trip surge no decorrer do projecto das Aldeias Ribeirinhas do Alqueva (ARA), e consiste numa plataforma que permite aos proprietários de turismos rurais reunirem-se através da Internet com os seus potenciais hóspedes, sendo o agente facilitador no processo de arrendamento de curta duração de imóveis em espaço rural.

Como alternativa ideal a hotéis, na Rural Home Trip irá encontrar a estadia que prima pela autenticidade, pois disponibilizamos não só a oferta de alojamento como também toda a experiência que os mesmos podem proporcionar.


A Equipa

A Rural Home Trip é constituída por três elementos, com formação em diversas áreas, que juntos formam uma equipa jovem e dinâmica:  Sara Percheiro, Mariana Felício e Eduardo Martins. A união destes três elementos surgiu do decurso da elaboração do projecto e fruto da motivação comum em criar o próprio emprego, tendo como grande objectivo contribuir para o desenvolvimento das aldeias ribeirinhas do Alqueva.


Projeto das Aldeias Ribeirinhas Alqueva - Projeto ARA

O projeto ARA, que conta com 15 jovens recém-licenciados distribuídos por cinco aldeias ribeirinhas da albufeira de Alqueva, tem por objetivo o desenvolvimento de ações e projetos de interação social, simbólica e empresarial numa zona caracterizada por um acentuado envelhecimento, baixa densidade populacional e uma economia débil.

Com este projeto, pretende-se apoiar a fixação de massa critica na região, através da promoção do empreendedorismo de jovens licenciados em situação profissional precária, através de uma abordagem territorial inovadora.

O ARA é desenvolvido a partir do contributo de dois promotores principais: a EDIA e a ATGLA - Associação Transfronteiriça do Grande Lago Alqueva, que incorpora os Municípios do Alandroal, Moura, Mourão, Portel e Reguengos de Monsaraz, com o apoio da Delegação Regional do IEFP, do Instituto Politécnico de Beja e das juntas de Freguesia das aldeias de acolhimento.

Os 15 jovens recém-licenciados foram distribuídos pelas 5 aldeias ribeirinhas das Terras do Grande lago Alqueva, a saber: Capelins (concelho de Alandroal), Povoa de São Miguel/Estrela (concelho de Moura), Luz (concelho de Mourão), Alqueva (concelho de Portel) e Campinho (concelho de Reguengos de Monsaraz).

Em cada aldeia ficaram a residir três estagiários com diferentes formações, tendo por objetivo a procura de soluções para dinamizar o território e das potencialidades criadas pelo Grande Lago Alqueva, promovendo a valorização dos ativos endógenos e da cultura local das cinco Aldeias Ribeirinhas. Isto é, dar a cada aldeia uma vocação facilitadora do seu desenvolvimento.

O Projeto ARA foi distinguido com dois prémios dado o seu forte caráter de inovação em territórios pouco povoados. No primeiro, o Projeto ARA foi reconhecido pelo Governo e foi-lhe atribuído o selo de qualidade do programa +e+i que distingue a importância do mesmo para o desenvolvimento da região. O segundo, foi o prémio da EDP solidária 2013. Este último disponibiliza algum capital semente para facilitar a implementação dos negócios identificados no Projeto.


Fonte: http://www.edia.pt/pt/responsabilidade-social/aldeias-ribeirinhas/114





 O seu browser é muito antigo! Para melhorar a sua experiência neste website, recomendamos que faça o upgrade para um browser differente ou instale o Google Chrome Frame.
 Precisa de ter o Javascript activo, para navegar neste website. Veja como!
 Este website utiliza cookies. Ao navegar no website estará a consentir com a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies, aqui.